REAL Revista Portuguesa de Estudos Alemães Open Journal System OJS

Archives

2018

Cover Page

No 7 (2018): Fremdsprachenunterricht und Philologien

Fremdsprachenunterricht und Philologien





2011

No 2: Travessias e fronteiras: traduzindo (d)o alemão

Travessias e fronteiras: traduzindo (d)o alemão

2011-07-29 por Teresa Seruya, Helena Gonçalves da Silva, Bernd Sieberg, Gerd Hammer

Os textos reunidos na segunda edição da REAL respondem ao núcleo temático proposto pelos editores – com base no fundamento de que a tradução constitui uma forma privilegiada de representação de uma literatura estrangeira no polissistema literário nacional, além de configurar relações interlinguísticas e interculturais, preencher lacunas na cultura de chegada e, desse modo, contribuir para equilibrar assimetrias no universo das relações tradutórias entre Portugal e os países de língua alemã.

Por outro lado, assumiu-se igualmente um conceito mais lato de tradução que, salvaguardando componentes semânticas essenciais do conceito, o não reduz a um fenómeno intertextual, antes o alarga ao diálogo entre diferentes mídia, como é o caso da literatura e do cinema (D.Scholten sobre Kleist em Eric Rohmer), ou a um instrumento privilegiado de compreensão mais profunda de idiossincracias e diferenças culturais – caso da tradução de culturemas ou “rich points”, problema tratado por Ernst Kretschmer.

Quisemos envolver neste número tanto tradutores portugueses de literatura alemã experientes, como estudiosos da tradução. As respostas que obtivemos vão da reflexão retrospectiva sobre obra feita (Aires Graça sobre Herta Müller, Helena Topa sobre Günter Grass, José Justo sobre Kleist) a simples depoimentos sobre traduções feitas (Álvaro Gonçalves sobre Kafka), passando por análises minuciosas de problemas concretos de tradução do alemão para o português (M. António Hörster et al., E.Blieberger). Nos vários casos, os textos apresentados acabam por fornecer aos leitores um aparato instrumental e crítico para a tradução do alemão para o português, cuja utilidade e pertinência se saúda.

Neste número da REAL quis-se igualmente assinalar o bicentenário da morte de Heinrich von Kleist (1777-1811), autor muito traduzido e representado em Portugal. O seu tradutor José Justo e Dominik Scholten, doutorando da Universidade Johannes Gutenberg, de Mainz, representam aqui duas evocações marcantes da sua recepção, a tradução e o cinema.

Publicamos, ainda, o estudo de Gonçalo Vilas-Boas sobre espaços heterotópicos na obra de Annemarie Schwarzenbach, autora que o professor da Universidade do Porto se tem encarregado de divulgar me Portugal.

Os editores agradecem a todos os que quiseram e puderam contribuir para esta edição da REAL. Estão especialmente gratos aos consultores internacionais Peter Schlobinski (Universidade de Hannover) e Dagmar von Hoff (Johannes Gutenberg-Universität Mainz). Agradecem também desde já a todos os que quiserem aproveitar as potencialidades de uma revista online para comentar e discutir os conteúdos deste número 2 da REAL- Revista de Estudos Alemães.

 


2010

No 1: Estudos Alemães em Portugal Tendências recentes da investigação germanística

Estudos Alemães em Portugal

Tendências recentes da investigação germanística

2010-07-29 por Teresa Seruya, Helena Silva, Bernd Sieberg e Gerd Hammer

A REAL – Revista de Estudos Alemães é um projecto conjunto das Universidades portuguesas onde existe a área da Germanística. Neste sentido, ela é propriedade das seguintes instituições: Universidade de Lisboa, Universidade Nova de Lisboa, Universidade Católica Portuguesa, Universidade Aberta, Universidade de Coimbra, Universidade de Aveiro, Universidade do Porto, Universidade do Minho e Universidade da Madeira. Inicialmente está sediada na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, onde permanecerá nos próximos quatro anos, passando depois para uma das outras Universidades.

A REAL é a primeira revista de Estudos Alemães online em Portugal. Pretende dinamizar e agilizar a interacção entre os germanistas e todos os interessados na língua e nas culturas de expressão alemã, contribuindo para revitalizar este campo disciplinar.

Segue uma orientação flexível em termos de conteúdos, podendo obedecer a um formato tanto temático como ecléctico. O conjunto de artigos que ora apresenta resulta da selecção das propostas que nos chegaram na sequência do convite à colaboração para este número inaugural. As temáticas abordadas espelham alguns dos interesses da Germanística portuguesa no momento presente: Estudos de Memória, Estudos de Tradução, Modernidade e Pós-Modernidade.

Além do Editorial e dos Textos, a revista inclui quatro secções: Ecléctica, Novas Publicações, Notícias e Arquivo. O conjunto permitirá aos interessados recolher informação muito variada. O Arquivo dará acesso a todos os textos já publicados.

 

 


1 - 7 of 7 Items